terça-feira, 16 de setembro de 2014

HISTÓRIA DA VEMAG (INCLUINDO CADASTRO NACIONAL DE VEMAGUET)


A alemã DKW foi fundada em 1916 pelo dinamarquês Jorge Skafte Rasmussen, e começou produzindo os "carros de energia a vapor" - ou "Dampf Kraft Wagen". Daí se originou a sigla DKW...
Anos mais tarde desenvolveu um motor de 2 tempos que ficou conhecido como “Das Kleine Wunder”, que significa “A Pequena Maravilha”. 
Em 1931 a DKW lançou seu primeiro automóvel movido a gasolina: o FRONT - com motor 2 tempos e tração dianteira.  
Na esteira da grande depressão de 1930, a DKW acabou associando-se à AUDI, HORCH e WANDERER em 1932, formando a conhecida AUTO UNION, cujo símbolo são 4 argolas entrelaçadas, atualmente utilizado pela AUDI. 
A argola mais à esquerda representa a Audi; a segunda representa a DKW; a terceira a Horch e a da extremidade direita representa a Wanderer. As 4 empresas continuaram razoavelmente autônomas logo após a fusão, inclusive utilizando suas próprias marcas comerciais. Quando a DKW passou a fazer parte da Auto Union, seus símbolos sempre apareceram juntos.
Em 1945 foi fundada a Distribuidora de Automóveis Studebaker, no bairro do Ipiranga/SP. Ela montava carros de passeio, caminhões e tratores das marcas Studebaker, Scania-Vabis, Kenworth, Massey-Harris e Ferguson. 
Em 1952, com a importação de automóveis e caminhões começando a ser restringida em face da grave crise cambial do Governo Vargas e, também, pela crise financeira por que passava a Studebaker nos EUA, a Distribuidora de Automóveis Studebaker e a empresa ELIT – Equipamentos para Lavoura e Máquinas Agrícolas (que também importava os Massey canadenses) se fundiram e deram origem à VEMAG – “Veículos e Máquinas Agrícolas S/A”.
PRIMEIRO CARRO NACIONAL
Pelos critérios da GEIA (Grupo Executivo da Indústria Automobilística), o Romi-Isetta não foi considerado um “carro” porque só tinha uma porta (dianteira) e 2 lugares. 
Assim, em 19/11/1956 coube à VEMAG a primazia de lançar o primeiro veículo nacional, o DKW-VEMAG UNIVERSAL, baseada na perua Sonderklasse Kombiwagen Universal F-91 (fabricada na Alemanha de 1953 a 1955). 

 CLIQUE NAS FOTOS ABAIXO PARA AMPLIÁ-LAS
De 1956 até meados de 1959 foi usado um motor de 896cc e 38 cv de potência pela norma DIN (alemã). Depois passou a 981cc e 44 cv (mas aí a fábrica divulgava a potência como 50 HP (sistema SAE, americano)...
A transmissão e a suspensão da F-91 eram alemãs, mas o índice de nacionalização do carro era de incríveis 54,3%. A grade do motor ajudou a dar-lhe o apelido de “risadinha” (o Toyota Etios, lançado em 2012, deve ter buscado inspiração nela...). A 1ª marcha não era sincronizada. As lanternas traseiras eram pequenas e redondas. A porta traseira era repartida ao meio no sentido vertical. 
Em 1957 essa camioneta sofreu pequenas alterações, como o desenho das portas traseiras, que abriam verticalmente para os lados e passaram a abrir horizontalmente em duas folhas, uma delas abrindo-se para cima e a outra, para baixo.

Em 1958 a VEMAG passou a fabricar um sedan e uma camioneta baseados na família F-94, mais moderna que a F-91. 
No segundo semestre a perua “DKW-Vemag Universal” deu vez a uma camioneta mais moderna (ao lado), derivada do F-94 alemão, com grande índice de nacionalização. Inicialmente se chamou “DKW-VEMAG” e, a exemplo do sedã, era equipada com um motor de 900 cm³. 

A partir de 1959 a Vemag adotou para toda a linha um motor 1000 mais potente, com exatos 981cc e 44 cv de potência (ou 50 HP), em substituição ao antigo, de 896cc e parcos 38 cv.
Abaixo, o modelo 1959:

Em 1960 as rodas do sedã e da perua passaram a ter oito furos, já que os freios são bastante exigidos, em parte pelo uso da roda-livre. Os automóveis da Vemag foram também os primeiros carros brasileiros a receber sincronização nas 4 marchas, em 1960.
Abaixo, o modelo 1960:

Em 1961 a perua “DKW-Vemag" foi renomeada como VEMAGUET. Os para-choques foram modificados e ficaram mais eficientes e elegantes, e o modelo ganhou novas calotas. 

Abaixo, o modelo 1961:


Em 1962 a Vemaguet passou a usar as lanternas traseiras na horizontal e perdeu os frisos da tampa do porta-malas. Ela deu origem a uma versão popular chamada CAIÇARA, cuja porta traseira abria lateralmente e tinha lanternas ainda na antiga posição vertical. O para-choque traseiro era o antigo bi-partido e o dianteiro era o mesmo usado até 1960.  Era despida de frisos e forrações internas. 
A CAIÇARA (foto à direita) foi comercializada em apenas 2 opções de cores: bege e azul claro, com o acabamento interior em plástico vermelho. 
O mercado rejeitou o produto (apenas 1.173 compradores, contra 16 mil Vemaguets). 



No mesmo ano a Vemag tinha projetado o FURGOMAG (foto à esquerda - sem janelas e banco na parte traseira), mas acabou engavetando o projeto. 
O mercado de caminhonete compacta só surgiria dezoito anos mais tarde, com o Fiat Fiorino...
Em 1963 a Vemag planejou vender carros na Europa, mas não deu certo. A recusa da AUTO UNION em prestar auxílio financeiro fez com que a Vemag decidisse retirar os “4 círculos” do logo frontal, sobre o capô do motor. 

Em 1964 a 2ª série da perua Vemaguet (e também do sedan Belcar) passou a se chamar "1001", e ficou marcada por alterar o sentido de abertura das portas dianteiras, que deixaram de ser "suicidas", passando a abrir para trás. Mais funcionais, porém menos "charmosas".
O estilo de pintura "saia-e-blusa" deixou definitivamente de ser oferecido. 



Com o Brasil em crise política e econômica, a Vemag relançou uma Vemaguet popular, agora renomeada como PRACINHA e com financiamento especial da Caixa Econômica Federal. 
Ao contrário da Caiçara, a porta traseira abria como o da Vemaguet “normal”.
Em 1965 o Lubrimat (mecanismo que misturava automaticamente o óleo à gasolina – com 1 litro de óleo podia-se rodar até 1.000 Km) passou a ser item de série em toda a linha de veículos. A “Caiçara” ressuscitou apenas para dar origem a 99 unidades, contra 624 Pracinhas – provavelmente para desovar peças em estoque. Foi lançada a linha "Rio", em homenagem à então capital federal, que aniversariava.


Em maio de 1966 foi lançado o Belcar e a Vemaguet “S” (ambos com motor de 60 HP, do Fissore). A Pracinha deixou de ser produzida. No fim do ano foi lançada a renovada linha 1967 com faróis duplos na dianteira do Belcar e da Vemaguet, nova grade dianteira e novos para-choques.  A Vemaguet ganhou lanternas traseiras maiores e envolventes (também aplicadas no Fissore).
O sistema elétrico de toda a linha DKW passou de 6 para 12 volts e os carros passaram a usar o mais eficiente alternador no lugar do dínamo. O diferencial ficou mais “longo”, passando a 4,7 k de redução, e com isso melhorou um pouco as velocidades máximas, sem alterar a aceleração
Foi o canto do cisne” e o melhor F94 já produzido no mundo.
 
Em dezembro de 1967 a Volkswagen encerrou a produção dos valentes DKW.
Ao todo, 115.009 unidades foram produzidas (de 1956 a 1967). Mas em 1968 ainda foram comercializados 3.514 carros que existiam no estoque...
 
CADASTRO DE VEMAGUET

Placas:



AAA7395 – AAM6125 - ABX9141 - ACH2547 – ADQ6932 – AGY4953 – AHU5707 – AIH8509 – AIP3301 – AJE4426 – AJE9080 – AJI3910 - AKB4256 – AKC2757 – AKH6617 - AKV5031 – AKW1965 – ALM1967 – ARN1967 - ATE1964 - ATQ1480 - AVE1967 – BFC6195 – BGO2963 - BHJ0333 - BIB2306 – BIZ1962 – BKC9201 – BKP1840 – BKT7965 – BLI2189 - BLZ2266 – BNY0776 - BPX9847 – BRB6318 – BRI1964 – BSC9152 - BUN2845 - BVA8043 – BXL1203 - CBG1890 – CBJ4802 - CDK1631 – CEP5902 – CGH7933 – CGZ1965 – CEH4756 – CEP6494 - CHJ4450 - CIL0671 – CIW1961 – CKY1964 - CLZ 4084 - CNE0067 – CNP1693 – CNY1967 – COK1631 – COL1960 – CPZ1965 – CQT0421 – CQV7427 - CRP4968 – CRS9792 – CRV1964 - CRW4724 – CSP1966 – CSQ5539 - CVB9906 – CVE0963 - CVT1050 – CWL0614 - CXC1962 – CXC5062 – CXE6387 - CXI5551 – CXM6993 – CYD0067 - CYF7969 – CYT8231 - CZG1956 – CZH1962 – CZI1463 - CZQ9612 – DAI1231 - DAW5437 – DBG1990 – DBG3431 – DCQ6445 - DCX9472 – DHF1234 - DJA1960 – DKD1967 – DKK1965 - DKW3392 – DKV1965 – DKW0670 – DKW0767 – DKW1333 – DKW1961 – DKW6961 - DKW6700 – DKW6767 – DKW7333 – DMD5821 – DSD1080 – EAS5663 - EDE1967 – EDU9847 – EDW1967 – EIX1964 – EWM2368 - FJP1962 – FKV1966 - FRM1959 - FXQ1961 – GBJ1966 – GCY1967 – GKK3415 – GKM2209 – GLF1964 – GLQ4655 - GNN9531 – GNW1857 - GNX8865 – GOP1963 – GOX6651 – GPG8701 - GPR5514 - GQB4311 - GRB1965 – GRG3799 – GRJ1957 – GRX7775 - GRX9189 – GRX9231 - GRY9180 – GRZ3498 - GSC7741 - SG9467 – GSY5729 – GSY5915 - GTB7583 – GTK3053 - GTR1194 – GUB5887 – GUF7782 - GVB1967 – GVI1965 – GVR3561 – GVS1110 – GVW5285 – GWC7462 – GWF1077 - GWH8797 – GWL4170 - GWL6988 - GWM7690 – GXC6552 – GXI6759 - GXJ2024 – GXP0043 – GZE9810 – HCA1958 – HFG1965 – HLD7561 – HMP1453 - HTC5828 – HVQ1967 – HWU9603 - HZH1961 – IBT1810 - IDB1831 – IDH2887 – IDI3390 - IDO8449 – IEC0791 – IEC2180 - IEI7684 – IES7810 – IFB1962 - IFV7909 – IGR7908 – IHE9965 – IHL 3366 - IHN4146 – IHU6183 – IHV5790 – IHV7548 – IIA6058 - IIC0924 – IIE6714 – IIJ0106 - IIP0596 – IIP7604 – IIQ5441 - IIW9123 – IJE3214 – IKF2353 - IMA1967 - IPX1966 - IRF0848 - JAO1961 - JAS1967 – JDP7820 – JDY 7028 - JEI1967 – JEK7843 – JFA8640 – JFD0833 – JFF5801 – JFJ 1228 - JFP1962 – JFQ2643 – JFS2285 - JGB3778 – JGP1963 – JIN1966 – JJV1967 - JKQ7919 – KBF8862 – KFK5977 – KPS0222 - KSB1188 – KSC1962 - KSV6431 – KTJ0391 – KTR2117 – KTT3830 - KUP5505 – KVA5598 – LDN4389 – LDR0869 – LDW3226 - LDW4958 - LEN8953 – LZS7638 - LZY9436 – MAE 1842 - MAE2441 – MAQ7184 – MAS1966 – MAW8572 – MBA8556 - MBD1965 – MBJ7526 - MBQ4837 – MIA5790 – MIJ2384 - MLV1965 – MTM9114


Total: 250 exemplares

Última atualização em 21 de agosto de 2017.